Festival Walk&Talk regressa ao terreno e faz 10 anos

Fotografia de Mariana Lopes

Em 2021, o Walk&Talk – Festival de Artes dos Açores volta a São Miguel para a sua 10ª edição de 15 a 24 de julho, em formato físico e adaptado ao exercício de encontros na nova realidade.

Sob a afirmação “Será por onde formos,” Walk&Talk 10 decorre ao longo de 10 dias, destacando-se o explorar de dimensões de circulação, tempo e encontro e a sua influência na construção de percepções, códigos, movimentos e novas ecologias e comunalidades, com um programa organizado em torno de excursões diárias que se ancoram em exposições, instalações, performances, conversas e comida, para criar caminhos de experiência coletiva da arte. 

A estrada faz-se com mais de 20 artistas e coletivos que apresentam projetos inéditos, resultado de residências artísticas desenvolvidas nos Açores, entre 2018/2021, e que se ligam e articulam pelas dinâmicas partilhadas ao longo do processo e tempo de trabalho. Esta edição tem como ponto de partida a vaga – espaço de arte e conhecimento, nova sede da Anda&Fala (estrutura organizadora do Festival); passando por vários equipamentos parceiros como o Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas ou o Teatro Micaelense, e estendendo-se a outras zonas da ilha, como os Mosteiros, Lagoa ou Água de Pau. 

Fotografia de Mariana Lopes

A equipa curatorial é formada por Jesse James e Sofia Carolina Botelho (Direção Artística W&T) e a curadora convidada, Ana Cristina Cachola; e confirmam-se apresentações de Abbas Akhavan, Alex Farrar, Alice dos Reis, Catarina Miranda, Danny Bracken, Diogo Lima, Flávio Rodrigues, Gustavo Ciríaco, Ilhas, Joana Franco, João Pedro Vale & Nuno Alexandre Ferreira, Luís Senra, Luísa Salvador, Mané Pacheco, Margarida Fragueiro, Miguel Flor, Nadia Belerique, Pedro Maia & Lucy Railton, Sofia Caetano e Tropa Macaca. Mais participações serão futuramente anunciadas.

Reafirma-se a continuidade do Programa de Conhecimento enquanto elemento substancial e agregador do festival através da Summer School W&T e outras ações de mediação, e arrancam também as residências artísticas no âmbito da próxima edição, em 2022.

O Walk&Talk 10 será um dos primeiros eventos públicos a acontecer nos Açores em 2021 e uma experiência piloto na implementação de procedimentos e normas recomendadas pela Direção Regional de Saúde que possibilitem o regresso à experiência física e presencial de forma segura e controlada.

Inevitavelmente uma edição celebratória de um percurso com 10 anos de caminho, “Será por onde formos” não pretende fixar-se na memória, abraçando a encruzilhada que é o culminar deste momento, na procura do desafio pelo que ainda há a transformar e concretizar. 

O Walk&Talk conta com o apoio do Ministério da Cultura – DGArtes, Governo dos Açores e Município de Ponta de Delgada.

Se quiseres ajudar a Comunidade Cultura e Arte, para que seja um projecto profissional e de referência, podes apoiar aqui.

Exit mobile version