Venezuela proíbe operadoras de TV cabo de transmitir ‘El Comandante’, série sobre Hugo Chávez

31 JANEIRO, 2017 -

A Comissão Nacional de Telecomunicações da Venezuela (Conatel) proibiu as operadoras de televisão por cabo, de transmitirem a série televisiva “El Comandante” (O Comandante) sobre o falecido líder socialista Hugo Chávez, Presidente do país entre 1999 e 2013.

Além de proibir a difusão da série, produzida pela Sony Pictures, a Conatel instou os venezuelanos a denunciarem se alguma estação transmite algum episódio.

Segundo o ministro da Cultura, Adán Chávez, irmão do falecido líder socialista, em resposta a Venezuela produzirá a série “Chávez de verdad” (Chávez de verdade).

Aqui não se fala mal de (Hugo) Chávez. Reporta a Conatel se alguma operadora de televisão por cabo insulta o legado de Hugo Chávez, transmitindo a série ‘El Comandante’“, explica a Conatel na sua conta na rede social Twitter.

A Conatel pede ainda que se identifique “a cidade, operadora, número de canal, hora de transmissão” e se anexem fotos do ecrã do televisor.

A estreia da série teve lugar pelas 23:00 locais de segunda-feira (03:00 de hoje em Lisboa), através do canal de televisão colombiano RCN, cuja emissão foi interrompida na Venezuela, por instruções da Conatel.

Um cartaz informativo, divulgado pela imprensa venezuelana dá conta da notificação feita aos clientes por uma operadora de cabo venezuelana.

A série “El Comandante” foi produzida pela Sony Pictures Television com base na vida do polémico ex-Presidente venezuelano, protagonizada pelo ator colombiano Andrés Parra, que numa anterior produção personalizou o narcotraficante colombiano Pablo Escobar.

Texto de Lusa

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS