‘Trinta e Oito e Meio’, livro de crónicas de Maria Ribeiro, é lançado em Portugal

9 SETEMBRO, 2016 -

A actriz e realizadora Maria Ribeiro lança em Portugal ‘Trinta e Oito e Meio‘, o seu mais recente livro de crónicas, reflexões e desabafos, pela mão da Tinta da China.

«E de repente, tudo mudou. Não, não foi de repente. Foi aos poucos. Foi indo, ficando longe, sendo de outro jeito. Talvez também não tenha sido tudo, mas só você, que foi deixando de ser você — você, no caso, eu — apesar do nome mantido e daquela amiga da vida toda. Mas não era esse o combinado, sair de si e começar de novo, e sempre, como uma boneca russa, uma dentro da outra?
E por que eu não percebi logo? Como uma criança que se vê crescer todos os dias e não se percebe a enorme diferença que cada par de meses pode fazer no córtex de cérebro tão pequeno, eu também não vi a garota indo embora, e em seguida a filha. Eu só vi que tava estranho.
E não foram dois meses. Foram 40 anos. Atari, PUC, filho, separação, casamento, despedidas, 7 a 1. Vim vindo como em um videogame cujas fases se sucederam sem que eu me desse conta, e agora não dá pra voltar. Prazer, você virou outra pessoa. Maldito Freud.»

«Entristecem-me as belezas que não atravessam o oceano. Entristece-me que a maioria dos brasileiros não conheça Sérgio Godinho, Ricardo Araújo Pereira, Adília Lopes, alheiras ou peixinhos da horta. Imagina que existência triste a de um sujeito que nunca comeu peixinhos da horta. Na mesma medida, entristece-me que Portugal ainda não conheça Maria Ribeiro. Maria faz o Brasil rir alto — semanalmente — daquele jeito que a gente só ri com amigo de infância. Ler a Maria é ganhar uma amiga de infância. Maria escreve como quem conversa, e conversa como ninguém. Este livro que você tem em mãos foi um baita sucesso num país em que livros não costumam fazer um baita sucesso. Agora você não tem mais desculpas. Maria atravessou o oceano. Isto há de ser um baita sucesso.» — Gregorio Duvivier

Com uma escrita despojada, irónica, por vezes melancólica, «Trinta e Oito e Meio» deambula de um casamento falhado para dúvidas existenciais sobre guarda-roupa, das angústias da maternidade para o filme «Tropa de Elite», em que Maria Ribeiro participou, dos livros de Clarice Lispector para o Pokémon Go, revelando o interesse da autora por tudo o que faça parte do mundo.

Lançamento do livro de crónicas de Maria Ribeiro com Matilde Campilho, dia 15 de Setembro, às 18h30, na Bertand Picoas.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

O livro de crónicas 'Trinta e Oito e Meio", da brasileira Maria Ribeiro, lanç