‘The Tree Of life’: professor de arte explica, ao detalhe, filme de Terrence Malick

8 JUNHO, 2016 -

O cinema de Terrence Malick apresenta-se quase sempre como um grande desafio para o público, pois tende a afastar-se das histórias simples em favor de meditações impressionistas na condição espiritual da humanidade e The Tree Of Life, que é considerado por muitos como um dos melhores filmes da última década, é um exemplo disso mesmo. A obra é dividida em vários períodos de tempo ou perspectivas e o próprio enredo do filme poderia ser reduzido ao de uma família comum. No entanto, a sua construção global sugere outras aspirações.

Sendo assim, o professor de arte Jonathan Anderson, da Universidade Biola, nos EUA, aceitou o desafio de descodificar a mítica obra de Terrence Malick, e realizou uma leitura profunda de The Tree Of Life.  É de salientar que Anderson demonstra um conhecimento enciclopédico de estudos bíblicos, com base em fontes tão diversas como Dante ou Heidegger.

O professor afirma que o filme é organizado em cinco actos: os dois primeiros aproximam-se da história bíblica de Job. Em Job, a figura central é assolada pelo sofrimento inimaginável que a leva a questionar a vontade do seu Criador. Já nos três últimos actos, Anderson diz-nos que o filme navega numa narrativa sobre a maldade inerente da humanidade e eventual resgate ao lado do sofrimento. O filho mais velho Jack (interpretado por Sean Penn) reflecte sobre a sua vida. Mas, melhor do que estarmos a tentar descrever o que nos disse o professor de arte é o vídeo de 80 minutos onde Jonathan Anderson nos descreve, com detalhe, a sua perspectiva do filme.

 

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS