Teatro Aveirense em nova fase para se afirmar no panorama cultural

23 JUNHO, 2016 -

O Teatro Aveirense deu hoje a conhecer a programação para o segundo semestre do ano, numa nova fase sob a gestão de José Pina, com a ambição de se afirmar à escala nacional.

O objetivo foi traçado em conferência de imprensa pelo presidente da Câmara, Ribau Esteves, o qual disse que a aposta da autarquia é em que o Teatro Aveirense seja “mais dinâmico e competente na dinamização cultural“.

Ultrapassada a restruturação, com o processo de extinção das empresas municipais que geriam o Teatro quase concluído, Ribau Esteves apostou em José Pina para a gestão dos equipamentos do Município, depositando nele “toda a confiança” para dar nova vida à casa de espetáculos, deixando a promessa de investimento.

A aposta é também na capacitação dos recursos humanos e técnicos do Teatro porque o edifício e os seus equipamentos têm de receber investimentos de qualificação ou substituição, mas não voltaremos ao tempo do Teatro ter 40 funcionários. Queremos crescer e a dimensão dos recursos é fundamental, pelo que precisávamos de uma nova liderança“, explicou.

José Pina descreveu como linhas orientadoras da programação uma maior regularidade de apresentação, cadência mais intensa e mais espaços, tirando partido da sala estúdio e de outras zonas da Casa de Espetáculos, para além da sala principal.

Para “recentrar o Teatro Aveirense, para que possa voltar a afirmar-se como um elemento de atratividade da cidade“, José Pina conta inscrever na agenda “conteúdos de qualidade nacionais e internacionais“, dirigidos a diferentes públicos e sensibilidades, através do trabalho em rede com outras casas de espetáculos.

Outra marca é a preocupação em construir um serviço educativo que seja a âncora da atividade do TA, que gradualmente vá promovendo conteúdos com as comunidades artísticas locais“, adiantou.

A programação do semestre arranca dia 01 de julho com Rodrigo Amarante, nome considerado da música brasileira, e tem, entre outros elementos de destaque a atuação da companhia de música teatral Alibabach, o humor com Commedia à La Carte e dança contemporânea com ‘Rule of Thirds‘, de António Cabrita e Sofia Castro.

Playing the classic Lloyd Cole‘ é um espetáculo de música que ocorre a 14 de setembro dia 14 e marca a programação de artistas internacionais no Aveirense, que no mesmo mês recebe a 22 a apresentação do novo trabalho de Ana Moura, e um projeto de música alternativa que decorrerá na sala-estúdio, a 30.

Dia 7 de outubro é em Aveiro a estreia nacional de ‘Um Conto de Inverno‘ do Teatro-Oficina de Guimarães, num mês em que arranca o ‘Vamos ao baile‘, um projeto de bailes que pretende “ressuscitar” os bailes temáticos com música ao vivo, e culmina a 29 e 30 com Vitor Hugo Pontes, nome proeminente da dança em Portugal, integrado no projeto Dose Dupla.

Novembro será marcado pela música com o regresso de ‘Sons em Trânsito‘, mas também pelo circo contemporâneo por uma companhia italocanadiana, os Festivais de Outono, o cinema francês e teatro de marionetas.

O espetáculo de bailado ‘A Bela Adormecida‘ pelo Russian Classic Ballet e o Concerto de Natal do Conservatório de Música de Aveiro marcam a programação de dezembro, virando depois o ano no calendário com o tradicional Concerto de Ano Novo, pela Filarmonia das Beiras.

Texto Lusa

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

O

Uma bebida fresca e a melhor eletrónica nacional, por favor: o “Cais à Noite” atendeu. Nos pr

A HidroRia dá previsões actualizadas das marés da Ria de Aveir

Diz o provérbio, “quando o sol nasce, nasce para todos”. Mas, r