O que vais ouvir, ler ou ver foi produzido pela equipa do É Apenas Fumaça, um projeto de media independente, e foi originalmente publicado em www.apenasfumaca.pt. A 1 de Março de 2017 a comunidade cigana de Santo Aleixo da Restauração acordo

Nomeado para Óscar de melhor documentário de 2016, I Am Not Your Negro encerrou o Indie Lisboa de 2017 e estreou poucos dias depois nas salas portuguesas, algo que raramente acontece com documentários, mas que se percebe pelo interesse actual e qualidade desta obra de

O que vais ouvir, ler ou ver foi produzido pela equipa do É Apenas Fumaça, um projeto de media independente, e foi originalmente publicado em www.apenasfumaca.pt. Depois das eleições legislativas de 2015, 230 deputados ocuparam os seus lugares

Sem vitimização, nem floreados. Racismo, privilégio e desigualdade são palavras chave neste documentário urgente e absolutamente contemporâneo. Depois de esgotar a única sessão no IndieLisboa, chega agora às salas de cinema. A voz é familiar. Afinal, é Samuel L. Jackso

O que vais ouvir, ler ou ver foi produzido pela equipa do É Apenas Fumaça, um projeto de media independente, e foi originalmente publicado em www.apenasfumaca.pt. Hoje, quem nasce em Portugal não é automaticamente português. Segundo a lei, qu

Existe uma narrativa recorrentemente propagada pela sociedade portuguesa de que, neste país, antigo império colonialista, não existe racismo. Segundo este mito, esta é inclusive uma das razões pelas quais a extrema direita tem pouca expressão em Portugal, já que fomos, não só, um dos primei

A Magnolia Pictures e a Amazon Studios divulgaram um poderoso trailer de 'I Am Not Your Negro', documentário baseado no manuscrito inacabado do romancista, ensaísta, dramaturgo, poeta e crítico James Ba

“Tu existes. Tu Importas. Tu tens valor. Tens todo o direito de usar um gorro, de ouvir música tão alta quanto quiseres. Tens todo o direito de seres tu. E ninguém deverá impedir-te de seres tu. Tens de ser tu. E nunca podes ter medo de seres tu.” https://www.y

Centenas de pessoas saíram às ruas, na segunda-feira à noite, em grandes cidades norte-americanas, na quinta noite consecutiva de protestos contra a violência policial sobre negros. Uma da

'Racismo em português - O Lado Esquecido do Colonialismo' «Porque não aprendemos na escola que existiu em Angola e em Moçambique um apartheid alimentado por Portugal, a potência que não hesitou em promover o trabalho escravo até 1974? Vamos perpetuar a narrativa de um colo