A traduzir a Bíblia do grego desde 2014, Frederico Lourenço  continua 100% dedicado à sua missão. Lamenta já não ter tempo para tocar cravo, por exemplo, mas sente que o atual projeto é fundamental para o que quer fazer a seguir: escrever a «história dos dois primeiros séculos do