Rosanvallon foi um dos oradores no debate “Em que pé está a igualdade?”, da Fundação Francisco Manuel dos Santos. O historiador francês argumenta que o debate sobre a igualdade não depende apenas da distribuição da riqueza ou das estatísticas e sugere uma abordagem mais cívica