Natural da Austrália, Patrick Wilcken esteve no Brasil na década de 2000 como investigador da Amnistia Internacional. Da experiência resultou o livro O Império à Deriva, onde descreve como em 1808 a corte portuguesa, ameaçada por Napoleão, atravessou o Atlântico e se instalou no Rio