Nas velhas e sujas ruas de X-Ville (nome fictício), em Nova Inglaterra, Eileen Dunlop transitava ao volante de um velho "Dodge" entre casa, trabalho e as lojas onde comprava bebida. Recebia 57 dólares por semana a prestar serviços de secretariado num centro particular de correcção de jovens. D