A Poesia de Fernando Pessoa já saiu em russo depois da revolução de Abril e a sua prosa nunca foi traduzida. Acontece agora, por uma razão que custa explicar, que duas editoras em Moscovo lançam em simultâneo duas obras do autor português excelentemente