Tolstoi foi um homem de feitos, tanto ao nível familiar (tendo 13 filhos) como no seu esplendor artístico (destacou-se como um dos principais nomes da cultura do século XIX). No seu vasto repertório, deixou clássicos da literatura russa como "Guerra e Paz", "Anna Karenina" ou "A Morte de Ivan I