Depois da trilogia dos Novos Clássicos, Leonel Vieira estreia “Alguém Como Eu”, a sua maior produção até aqui, entre Portugal e o Brasil A cada realizador o seu cinema. E Leonel Vieira sabe bem o lugar que quer que ocupe o seu. Percebeu-o depois de “A Sombra dos Abutre

O filme "Os gatos não têm vertigens", de António-Pedro Vasconcelos, abre, hoje, em Mêda (Guarda), o ciclo Cinema Português em Movimento, uma iniciativa que leva filmes portugueses a localidades com pouco oferta cinematográf