‘Como é que algo tão maravilhoso pode trazer tanta dor?’ Love (2015), de Gaspar Noé, é um retrato erótico, explícito, sobre uma relação dominada por excessos e pela ultrapassagem de limites. Murphy (Karl Glusman) tem um namoro e

Nicolas Winding Refn é um realizador obcecado com o perfeccionismo de uma estética e estilo provocantes que são já de cunho próprio e inconfundível. A esses aspectos se junta invariavelmente uma banda sonora (a cargo de Cliff Martínez, um habitué junto do re