Não sei quantas manhãs, tardes ou noites passei a pensar em ti. Não me lembro de nenhum momento especial em que pudesse dizer “tenho saudades do meu pai” ou “gosto muito do meu pai” ou a coisa mais simples: “olha o que o meu pai me deu”. Lembro-me, sim, de ver outras crianças a corre

Há alguns anos, quando me encontrava num momento mais existencialista da minha vida - quem não os tem? - escrevi sobre a espera: "Abandonados, todos os sorrisos divulgam a mesma expressão de quem se encontra (im)paciento-eternamente à espera: à espera do médico, à espera das re

Kafka disse que não nos devemos preocupar com derrotas porque somos nós que as provocamos. Kafka disse que é fácil ficar em casa, levar uma vida corriqueira e afastar os inimigos ao pontapé. Kafka, apesar de toda reputação que ganhou, tem momentos de optimismo, embora raros. Muito foi dito