Tentar escapar à morte, desafiando-a, trocando-lhe as voltas, parece ser a sina de Cardoso Pires, que completaria hoje 92 anos Não são poucos, no panorama português, os escritores que, tendo conhecido tiragens invulgares e um justo reconhecimento, repousam hoje nos talhões d