“Nada Natural” marca a primeira vez que o poeta mete um pé e deixa pegada em Portugal. Fá-lo aos 87 anos com uma antologia breve mas que nos compensa deste longo atraso. A tão poucos poetas chegava uma palavra como digna inscrição, uma que depois de usada se tivesse em p