Tudo começou na ‘espuma de Vilamoura’. Duas décadas depois, Frederico Morais fez história no panorama do surf nacional, mas para um campeão «há sempre qualquer coisa a melhorar». Duas semanas antes de seguir para a Austrália, onde decorreria daí a dois meses a etapa