Domingo, hoje, a França vai a votos e a Europa muda. Seja pelo assustador caminho proto-fascista da Frente Nacional ou pela ausência de anterior experiência das restantes vias líderes nas sondagens, é seguro afirmar que o grande derrotado das presentes eleições é o discurso de continuidade.

Claude Lévi-Strauss foi um nome importante naquilo que é a consolidação e a afirmação da antropologia no meio académico e literário. Entre várias perspetivas daquilo que é o ser humano no seu papel social, deu a conhecer, com análises laboratoriais e no terreno, aquilo que a formação cu

Jacques Lacan é um dos principais nomes no estudo e na intriga da psicanálise no mundo da ciência e da própria filosofia, estando envolvido nas correntes de intelectuais que nasceram e viveram em França nos anos 50 e 60. Controverso e diverso no seu pensamento, o seu trabalho c

Marguerite Duras foi um poço de imaginação, de ideias, de criatividade. Desse poço bem profundo, repleto de obras e de contribuições, a francesa manifestou-se com relevo na literatura, no teatro e no cinema. As regulares adaptações que as suas criações receberam tornaram e

Boris Vian fez de tudo um pouco: escreveu (com um pseudónimo e sem ele), cantou, representou, tocou, concebeu, criou, criticou. Em suma, foi a aceção plena e concretizada daquilo que é um artista multifacetado. A arte consagrou-se neste gaulês de uma forma completa e robusta e

Audrey Azoulay, Ministra da Cultura da França, foi a responsável pela formulação do relatório que permitiu a aprovação deste novo decreto. No ano de 2015 foram avaliados 700 filmes, pela Comissão Nacional do Cinema, sendo que 53 foram proibidos

Gertrude Stein é um dos nomes incontornáveis entre aquela geração de americanos que decidiu ir viver para Paris no início do séc. XX. Como colecionadora de arte, foi uma das grandes responsáveis, em conjunto com o seu irmão Leo Stein, pela aclamação da arte de vanguarda pr

O ministro da Educação de Portugal anunciou que o português passará, a partir do próximo ano letivo, a integrar os currículos do sistema escolar francês como língua estrangeira. Os ministros da Educação de Portugal

O serviço europeu de polícia (Europol) afirmou hoje não haver qualquer prova de que o atacante de Nice (França) seja um membro do grupo extremista do Estado Islâmico (EI) e que não há prova de envolvimento do EI noutros recentes atentados. Numa nota divulgad

O filme estava em exibição em 230 salas. A distribuidora justifica a retirada do filme por "por respeito às vítimas e às suas famílias", explicou o porta-voz da distribuidora StudioCanal, Antoine Banet-Rivet. O filme norte-americano é dirigido por