A propósito da Feira do Livro de Madrid, em que Portugal é pela primeira vez o país convidado, e dadas as dificuldades nas últimas décadas para estabelecer laços entre a literatura portuguesa e espanhola, recorda-se um tempo em que havia uma comunidade artística e intelectual ibéri