Para Hannah Arendt, o funcionamento de um regime totalitário como foi o terceiro Reich é análogo a um conjunto de engrenagens, no sentido em que o seu “funcionamento” recaiu sobre a rede de funcionários públicos (ou do estado), que estavam interligados, e eram maniatados por Adolf Hitler co