Celebraria, hoje, 80 anos um dos maiores escritores da contracultura americana, célebre por ser o pai de um movimento literário chamado “Jornalismo Gonzo”, dono de um espírito de aventura alucinante, do mais puro que pode correr nas veias do ser humano. Hunter S. Thom

Nos próximos dois meses, Julho e Agosto, vamos ter alguns filmes a tomar em conta e por isso mesmo decidimos fazer uma pequena selecção das obras que para nós são as mais interessantes: 6 de Julho Wakefield, filme realizado por Robin Swicord

O verdadeiro serviço público faz-se na RTP! Sendo assim, e porque faz todo o sentido darmos destaque aos filmes e aos assuntos que estes abordam, elaborámos este artigo para reforçar e dar visibilidade ao trabalho feito pela estação pública portuguesa. De 28 de Junho a

Se há algo a louvar no cinema do grego Yorgos Lanthimos é a sua incessante necessidade de desconstrução da sociedade. As suas criações distópicas, utópicas e antinaturais revelam a genialidade não só da sua técnica fílmica, mas também da sua extraordinária capacidade criativa enquanto

Prestes a entrar no Festival Internacional de Cinema de Cannes, Michael Haneke apresta-se com o trabalho a ser apresentado neste. De seu título "Happy End", o austríaco traz um elenco de luxo para dar colorido e formatura ao seu projeto. Na lin

A cinematografia é um dos elementos mais importantes de um filme. Tão ou mais importante do que o argumento ou o desempenho dos actores, a cinematografia consegue transportar o espectador para um ambiente próprio definido pelo director de fotografia e, dependendo da produção, com o apoio do rea

A Netflix não volta ao Festival Internacional de Cinema de Cannes se não mudar a sua política. Pelo menos foi esta a informação transmitida pelos organizadores do festival durante o dia de ontem. Esta decisão é vista como uma vitória para o sector de distribuição de filme

É um filme realizado pelo jovem Gilles Ribero, um estreante no mundo da realização; produzido pela conhecida escola Le Fresnoy, marca presença, este ano, na Competição Internacional de Curtas do IndieLisboa. Traz um novo olhar

O filme “Colo”, de Teresa Villaverde, abriu o tão esperado IndieLisboa, que se encontra na sua 14º edição. Mais de duas décadas depois, a

Em maio, o Há Filmes na Baixa! celebra o seu quarto ano de atividade. O HFNB! surgiu em 2014 como forma de "provocar a cidade, apostando em sessões regulares de cinema na baixa do Porto". Hoje o panorama é diferente (novas salas, mais espectadores), mas a iniciat