“Todos os Dias Morrem Deuses” passa-se no ano de 1953. Um jornalista português escreve, à sua maneira, o ano em que Estaline morreu e os Rosenberg foram executados nos EUA. Abandonou a sua casa no Lobito no início de uma refeição. Perante a queda dos morteiros, o pai tom