De um anónimo millennial argentino, Alan Stivelman tornou-se conhecido pelo  seu primeiro documentário “Humano”, disponível no mundo inteiro através da Netflix. Está a acabar o seu segundo filme sobre conhecimento indígena. Em 2013, esteve cinco meses sozinho nos Andes a acompanha