“É que há olhos que mudam de cor consoante a luz. Chame luz ao que quiser, querida amiga. Espero que esta resposta a satisfaça.” Tiago Rodrigues, Bovary [2014] Parafraseando o início do espectáculo: isto não é uma crítica; isto é a promessa de uma não crítica