‘Sócrates tem de Morrer’, peça protagonizada por Albano Jerónimo, estreia em Coimbra

11 JANEIRO, 2017 -

Sócrates tem de Morrer estreia esta quinta-feira, dia 12, no Teatro Académico Gil Vicente (TAGV), em Coimbra, pelas 21:30h. A produção do Colectivo 84 em parceria com o São Luiz Teatro Municipal,  Teatro Académico de Gil Vicente e Centro Cultural de Vila Flor, conta com um elenco bem conhecido pelo público e é a primeira parte de uma tetralogia do dramaturgo Mickaël Oliveira, a que se seguem as peças No(s) Revolution(s), A constituição e A Sauna.

Albano Jerónimo (que agora integra o elenco da série irlando-canadense Vikings)  será Sócrates, o protagonista da peça que nos fala dos três últimos dias de prisão em que o filósofo grego esteve à espera de morrer, uma vez que estavam a acontecer festas na cidade, o que proibia as execuções. Condenado por “corromper a juventude”, durante esses dias Sócrates escreveu poesia e recebeu visitas de vários amigos, aqui interpretados por Ana Bustorff, Maria Leite, Paulo Pinto e Pedro Lacerda.

A encenação fica a cargo do próprio dramaturgo Mickaël Oliveira, nascido em França em 1984 e mestre em Estudos Artísticos – Variante Teatro pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. A morar em Portugal desde 1999, o encenador ganhou em 2007 o prémio Nova Dramaturgia Maria Matos, foi director adjunto do TAGV  de 2011 a 2015, é co-fundador do Colectivo 84, sediado em Lisboa, e director artístico do programa Encontros de Novas Dramaturgias Contemporâneas.

A peça, com bilhetes entre os 5€ e os 7€, estará em Coimbra dia 12 e 13 de Janeiro de 2017, não existindo, para já, informações sobre datas de espectáculos em outros locais.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS