Serralves em Festa vai ‘Juntar Mundos’ no início de junho

19 MAIO, 2016 -

O 13.º Serralves em Festa tem como tema ‘Juntar Mundos’ e vai contar com centenas de atividades a decorrer a 4 e 5 de junho em vários espaços da Fundação, numa “grande celebração das artes e cultura”.

Em conferência de imprensa, a presidente da Fundação de Serralves, Ana Pinho, afirmou que esta 13.ª edição daquele que é “o maior evento da cultura contemporânea em Portugal e um dos maiores da Europa”, que decorre durante 40 horas consecutivas, contará com a visita do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Ana Pinho classificou o tema deste ano – “Juntar Mundos” – como sendo “muito feliz”, porque “reflete fielmente o espírito desta grande celebração das artes e cultura”, reunindo artistas nacionais e internacionais “num grande exemplo de convivência”.

A presidente desta fundação do Porto destacou que são cada vez mais as pessoas que visitam Serralves, referindo que, no total, as 12 edições anteriores agregaram mais de 1,1 milhão de visitantes.

O Serralves em Festa, disse, é um evento muito importante na estratégia da Fundação de sensibilização e cativação de públicos e o facto de ter entrada gratuita contribui para “a democratização da cultura, que é algo muito importante para Serralves”.

Como tem acontecido em edições anteriores, a Festa sai dos portões da Fundação até à Baixa da cidade, sendo que este ano, em antecipação ao evento, nos dias 2 e 3 de junho a italiana Maria Donata D’Urso apresentará uma performance no terreiro da Sé e o espanhol Alex Mendizabal estará com uma instalação sonora performativa a partir de dezenas de balões na avenida dos Aliados.

A diretora do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, Suzanne Cotter, considerou que também a programação desta 13.ª edição “é muito rica”, destacando o “vasto número de atividades”, que vão desde as artes visuais ao circo, passando pelo teatro, dança, música, cinema e oficinas para crianças e famílias, que acontecerão “em ritmos diferentes” ao longo das 40 horas de festa.

Na área da música, o destaque vai para o concerto dos Natural Information Society & Guests, banda fundada pelo músico norte-americano Joshua Abrams que apresentará um espetáculo com músicos portugueses convidados e com ambientes psicadélicos.

Durante as 40 horas será também apresentado em contínuo, na Casa de Serralves, o projeto Oxidation Machine, que surge de um projeto do portuense Jonathan Saldanha com vários músicos produtores convidados.

A festa no Prado, que decorre na madrugada do dia 05 de junho, conta este ano com BATUK, coletivo musical da África do Sul que mistura música house com ritmos africanos, além do DJ Tiago Miranda, responsável pela animação a partir das 04:15.

Na área da dança, Serralves em Festa apresentará em estreia absoluta Eu — Globulus, de Pedro Prazeres, uma instalação construída para o Passeio da Levada, no Parque, bem como o projeto Strata.2, da italiana Maria Donata D’Urso, que será apresentado em três sessões.

O artista Silvestre Pestana é outro dos nomes em destaque nesta edição, que apresentará no Museu de Serralves, também em estreia absoluta, a performance Zangãos 2016.

Suzanne Cotter sublinhou ainda as diversas parcerias com escolas e instituições “criativas e culturais” do Grande Porto, que marcarão presença nesta edição nas áreas do teatro, dança e música.

As 40 horas do evento incluem ainda visitas orientadas ao parque, às exposições no museu, aos espaços arquitetónicos e às esculturas, bem como sessões de cinema e projetos de fotografia.

Texto Lusa

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

A associação de escolas privadas está a concluir um Livro Branco sobre a rede do ensino artísti

Vai ser lançado hoje, pelas 18h30, na Galeria Millennium, o primeiro mapa das artes de L