Quentin Tarantino fala da reforma e elege a sua personagem favorita

12 JULHO, 2016 -

Depois de conseguir dois Óscares, com os argumentos dos filmes Pulp Fiction (1994) e Django Unchained (2012), Quentin Tarantino voltou a falar sobre uma pausa na carreira enquanto está no auge das suas capacidades criativas. O cineasta, que em 2015 lançou The Hateful Eight, está neste momento a desenvolver Kill Bill: Vol. 3 e só pretende fazer mais dois filmes até parar.

Entretanto, no Festival de Cinema de Jerusalém, em Israel, o realizador afirmou que pode reconsiderar esta decisão. “Eu planeio parar quando chegar aos 10 filmes, mas aos 75 [anos de idade] posso ter uma nova história para contar“, afirmou. É de relembrar que o cineasta tem neste momento 53 anos.

Tarantino revelou ainda que quer dedicar-se à escrita de livros e às críticas cinematográficas depois de deixar a carreira de realizador. Na sua opinião são raros os cineastas que ficam melhores com o passar do tempo, por isso mesmo pretende sair de cena, para manter a sua filmografia num nível alto.

Durante o encontro no Festival de Jerusalém, Tarantino, o pai de personagens como The Bride (Kill Bill) e Mia Wallace (Pulp Fiction), revelou que Col. Hans Landa, personagem interpretada por Christoph Waltz em Inglourious Basterds, é a sua melhor personagem.

Landa é a melhor personagem que já criei e provavelmente a melhor personagem que farei. Não percebi [quando estava a escrever o argumento do filme] que ele era um génio da linguística. É, provavelmente, um dos únicos nazis da história que consegue falar perfeitamente a língua iídiche.”

É de relembrar que Christoph Waltz venceu vários prémios com a sua prestação em Inglourious Basterds, entre eles o Óscar de Melhor Actor Secundário.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

Os irmãos Weinstein, parceiros de longa data de Tarantino, compraram os direitos mundiais da distr

Palma de Ouro em Cannes e Oscar para Melhor Argumento, este surpreendente e impressionante thriller

'Django Unchained', obra do realizador norte-americano Quentin Tarantino

Depois de em 2015 escrever e realizar The Hateful Eight, Quentin