Quentin Tarantino fala da reforma e elege a sua personagem favorita

12 JULHO, 2016 -

Depois de conseguir dois Óscares, com os argumentos dos filmes Pulp Fiction (1994) e Django Unchained (2012), Quentin Tarantino voltou a falar sobre uma pausa na carreira enquanto está no auge das suas capacidades criativas. O cineasta, que em 2015 lançou The Hateful Eight, está neste momento a desenvolver Kill Bill: Vol. 3 e só pretende fazer mais dois filmes até parar.

Entretanto, no Festival de Cinema de Jerusalém, em Israel, o realizador afirmou que pode reconsiderar esta decisão. “Eu planeio parar quando chegar aos 10 filmes, mas aos 75 [anos de idade] posso ter uma nova história para contar“, afirmou. É de relembrar que o cineasta tem neste momento 53 anos.

Tarantino revelou ainda que quer dedicar-se à escrita de livros e às críticas cinematográficas depois de deixar a carreira de realizador. Na sua opinião são raros os cineastas que ficam melhores com o passar do tempo, por isso mesmo pretende sair de cena, para manter a sua filmografia num nível alto.

Durante o encontro no Festival de Jerusalém, Tarantino, o pai de personagens como The Bride (Kill Bill) e Mia Wallace (Pulp Fiction), revelou que Col. Hans Landa, personagem interpretada por Christoph Waltz em Inglourious Basterds, é a sua melhor personagem.

Landa é a melhor personagem que já criei e provavelmente a melhor personagem que farei. Não percebi [quando estava a escrever o argumento do filme] que ele era um génio da linguística. É, provavelmente, um dos únicos nazis da história que consegue falar perfeitamente a língua iídiche.”

É de relembrar que Christoph Waltz venceu vários prémios com a sua prestação em Inglourious Basterds, entre eles o Óscar de Melhor Actor Secundário.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

'Toda a gente que era próxima do Harvey ouvi falar de pelo menos de um dos incidentes

Em entrevista ao Deadline, Quentin Tarantino revelou que está a preparar um novo trabalho e os an

'Django Unchained', obra do realizador norte-americano Quentin Tarantino

Depois de em 2015 escrever e realizar The Hateful Eight, Quentin