Quem quer comprar a Rolling Stone?

20 SETEMBRO, 2017 -

Revista cinquentenária está à venda. O anúncio foi feito pelo fundador da revista, Jann Wenner, e pelo filho, Gus Wenner, atual patrão da empresa. “Adoro o meu trabalho. Há muito tempo que o adoro. Mas o mais inteligente aqui é desistir“, afirmou o primeiro ao New York Times.As vendas da revista quebraram 10% e o tráfego do site 28%. Há três anos, a Rolling Stone foi atacada com vários processos por difamação, na sequência da publicação de uma grande reportagem sobre uma violação de grupo alegadamente ocorrida num campus universitário nos EUA.

Ao provar-se que o caso nunca acontecera, a Rolling Stone foi obrigada pagar milhões de euros em indemnizações, sofrendo um rombo financeiro e na credibilidade. O empresário aguarda por um comprador que compreenda “a missão” da revista e que tenha “muito dinheiro“.

A Rolling Stone tem desempenhado um papel importante na nossa história, a nível social, político e cultural. Queremos manter essa posição“, afirmou Jann Wenner.

Há cerca de um ano, a Wenner Media vendeu 49% das suas ações à BandLab Technologies, uma empresa de Singapura. Na altura, a transação foi considerada como meramente “estratégica” mas agora o clã Wenner confirmou que pretende abdicar dos restantes 51% do título.

Em março deste ano, a Wenner Media já vendera a revista US Weekly à American Media Inc, proprietária de tabloides como o National Enquirer. A revista faz 50 anos em Novembro.

Artigo em parceria com o jornal i

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

Em 1967, Jann Wenner pediu um empréstimo a um parente e à sua futura mulher para