‘Paterson’: A exaltação precisa da banalidade?

30 MAIO, 2017 -

Paterson‘ é uma produção da Amazon Studios e conta com o actor Adam Driver na pele de Paterson e com a actriz Golshifteh Farahani na pele de Laura. Para além destes dois nomes no elenco, a obra cinematográfica é dirigida e escrita pelo consagrado cineasta norte-americano Jim Jarmusch, o mesmo que realizou ‘Ghost Dog: The Way of the Samurai‘, ‘Dead Man‘ ou ainda ‘Broken Flowers‘.

O filme retrata a vida de um motorista de autocarros em New Jersey, papel interpretado por Driver, vida essa que é regulada pelo relógio e pela rotina que cumpre de forma religiosa. E é essa mesma rotina e relação feliz que mantém com a namorada que é observada e explorada ao detalhe neste filme.

A exaltação precisa da banalidade? O cinema actual está cheio de explosões, efeitos especiais, grandes dramas, conflitos, reviravoltas e flashbacks. Em ‘Paterson‘ há um domínio total sobre as expectativas do público e a rotina é rainha da narrativa. Essa repetição diária é vincada e torna marcantes as pequenas variações do dia-a-dia ofuscando assim a espera pelo extraordinário.
No fim de contas, ‘Paterson‘ é um filme que narra uma história igual a tantas vidas comuns e demonstra que a exaltação precisa da rotina e da banalidade!

O último filme de Jim Jarmusch estreia em Portugal a 29 de Junho.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

Se o filme de Jim Jarmusch é um tão grande triunfo, isso não se deve apenas ao talento d

Os realizadores Jim Jarmusch e Emir Kusturica e o poeta A

Dado a conhecer no último Lisbon & Estoril Film Festival, Paterso