Os olhares inquietantes dos filmes de Stanley Kubrick

13 MAIO, 2016 -

O interior do Homem é um mundo a descobrir e Stanley Kubrick foi um dos melhores realizadores no que diz respeito ao confronto entre o Homem e a descoberta de si mesmo. O cineasta filmou os encontros e desencontros entre as pessoas e a obscura solidão de cada um, tornando-a compreensível e por vezes, ou muito vezes, bastante desconfortável.

Sendo assim, quando se fala no confronto e descoberta de si, e numa época em que sentimos que as palavras são quase inúteis, o olhar é intrinsecamente a melhor forma de representar o eu e o confronto. Kubrick usou esse elemento duma forma exaustivo nos seus filmes. O olhar quebra barreiras mas ao mesmo pode ser bastante inconveniente. Para comprovar tudo isto trouxemos-te um vídeo ensaio, criado pelo já conhecido Jorge Luengo Ruiz. Vê aqui:

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

O icónico realizador britânico Alfred Hitchcock explorou o voyeurism