Os filmes que mais queremos ver no Doclisboa’16

19 OUTUBRO, 2016 -

Look Fantastic PT 180X150
Womens Bags PT 300 x 250

Tem hoje início a 14ª edição do Doclisboa e que irá decorrer em vários espaços da capital. De 20 a 30 de Outubro, o cinema documental vai estar em destaque nas salas do Cinema São Jorge, na Culturgest, Cinemateca e na Gulbenkian. Além de um ciclo chamado #ForaTemer, dedicado à situação política no Brasil e que vai contar com a presença da Mídia Ninja, um orgão de comunicação social com grande activismo político, conta ainda com a nova Secção Da Terra à Lua.

Com uma vasta oferta de conteúdo com qualidade e que vai desde Werner Herzog ou Paul Thomas Anderson a documentários sobre David Bowie, Siza Vieira ou David Lynch (o programa completo pode ser consultado aqui), abaixo deixamos os filmes que mais queremos ver neste Doclisboa ’16:

Como se não existisse nada

Querubim Lapa já era conhecido como mestre, quando Susana apareceu para uma aula de olaria. Ele tinha 53 anos, ela 17. Estiveram juntos, separaram-se durante 17 anos, reencontraram-se. O maior ceramista português do séc. XX encontrou nela a principal fonte de inspiração.

Em exibição no dia 23 de Outubro, às 17h45, na Culturgest (Pequeno Auditório). Secção Heart Beat, Especial Jornal Público.

Ta’ang

Os ta’ang, uma minoria étnica birmanesa, encontram-se entre uma guerra civil e a fronteira com a China. Desde 2015, violentos combates obrigaram milhares a um êxodo além-fronteiras, para a China. Ta’ang acompanha o quotidiano desses refugiados. Realizado por Wang Bing.

Em exibição no dia 24 de Outubro, às 16h, na Culturgest (Grande Auditório) e no dia 30 de Outubro, às 19h15, no Cinema São Jorge (Sala 3). Secção Da Terra à Lua.

Ama-San

Em Wagu, uma pequena vila piscatória da Península de Ise (Japão), três mulheres mergulham diariamente sem saber o que irão encontrar. Os seus corpos delicados em terra dão lugar a caçadoras no mar. Estes mergulhos são dados há mais de 2000 anos pelas Ama-San.

Em exibição no dia 22 de Outubro às 18h45, no Cinema São Jorge (Sala Manoel de Oliveira) e dia 24 de Outubro, às 10h30, na Culturgest (Grande Auditório). Competição Portuguesa.

Pedra e Cal

Um filme sobre casas rurais no interior do Algarve, mostrando a relação entre o presente e memórias evocadas na intimidade do lar. Trabalhar a arquitectura a partir do “imaginário social”, centrando-se na forma como as casas eram e são vividas.

Em exibição no dia 25 de Outubro, às 19h30, na Cinema São Jorge (Sala Manoel de Oliveira) e no dia 30 de Outubro, às 14 horas, na Culturgest (Pequeno Auditório). Secção Da Terra à Lua.

Lo and Behold, Reveries of the Connected World

Realizado por Werner Herzog, o documentário mostra-nos uma série de conversas provocadoras que revelam a maneira como o mundo em linha transformou, virtualmente, a forma como tudo funciona no mundo real – dos negócios à educação, das viagens espaciais aos cuidados de saúde e às nossas relações pessoais.

Em exibição no dia 22 de Outubro, às 19 horas, na Culturgest (Grande Auditório). Secção Da Terra à Lua.

Correspondências

O filme inspirou-se nas cartas trocadas entre dois poetas portugueses, Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge de Sena, que testemunham a sua demanda de liberdade durante um período em que o regime fascista português esteve sob pressão crescente.

Em exibição no dia 27 de Outubro, às 18h30, no Cinema São Jorge (Sala Manoel de Oliveira) e dia 28 de Outubro, às 15 horas, na Gulbenkian (Sala Polivalente). Secção Competição Internacional.

300 Miles 

O realizador está a 480 km (300 miles) da família e procura compreender a distância que tem crescido na Síria, desde o início da revolução, em 2011, junto de um estudante de filosofia e activista pela paz e de um comandante do Exército Livre da Síria.

Em exibição dia 23 de Outubro às 21h30, na Culturgest (Grande Auditório) e no dia 26 de Outubro, às 10h30, também na Culturgest (Pequeno Auditório). Competição Internacional.

Sol Negro

Antonia é uma cantora de uma beleza incomum, exuberante e sombria. A recuperar de uma tentativa de suicídio numa instituição de reabilitação, todos os laços familiares se rompem de forma irremediável. Mas a irmã continua profundamente afectada pelo sucedido.

Em exibição no dia 22 de Outubro às 18h45 na Culturgest (Pequeno Auditório) e dia 25 de Outubro, às 21h30 no Cinema São Jorge (Sala 3). Competição Internacional.

Junun

Inteiramente filmado no Rajastão, Junun documenta, pela lente de Paul Thomas Anderson, a gravação do álbum com o mesmo nome que juntou o compositor Shye Ben Tzur, Jonny Greenwood (Radiohead), os Rajasthan Express e o produtor Nigel Godrich (Radiohead).

Em exibição no dia 21 de Outubro, às 19 horas no São Jorge (Sala Manoel de Oliveira) e dia 27 de Outubro, às 15 horas, na Gulbenkian (Sala Polivalente). Secção Heart Beat.

Take me Home 

Abbas Kiarostami leva a sua câmara para o Sul de Itália e traz-nos um maravilhoso e divertido registo dos recantos, escadas e becos que vai percorrendo.

Em exibição no dia 29 de Outubro, às 19 horas, no Cinema São Jorge. Secção Da Terra à Lua.

Oleg and the Rare Arts

Oleg and the Rare Arts é um impressionante sucesso internacional. Retrato do único pianista que tocava ainda no piano do Czar Nicolau II, transforma-se num delicioso encontro com a música, a escuta e a criação. Oleg é uma pessoa vibrante, plena de sensibilidade. Andrés sabe estar perante ele, filmando-o.

Em exibição dia 20, às 21h30, na Culturgest (Grande Auditório). Sessão de Abertura.

How I Fell in Love With Eva Ras

Um dia na vida de Sena, que mora na cabina de projecção de um cinema, em Saraievo, projectando os poucos filmes jugoslavos de que ainda restam cópias, levando-nos numa viagem pelo seu passado.

Em exibição no dia 26 de Outubro, às 19 horas, na Culturgest (Grande Auditório) e dia 29 de Outubro às 16 horas e 45 minutos, na Culturgest (Pequeno Auditório). Secção Riscos.

Atomic: Living in Dread and Promise

Há 70 anos, o bombardeamento de Hiroshima demonstrou o estarrecedor poder destrutivo da bomba atómica. Usando apenas material de arquivo e uma banda sonora original dos Mogwai, o filme mostra como a era nuclear tem sido um pesadelo, mas também um sonho.

Em exibição no dia 27 de Outubro, às 16 horas e 45 minutos, na Culturgest (Pequeno Auditório) e dia 30 de Outubro, às 21 horas e 15 minutos, também na Culturgest (Pequeno Auditório). Secção Da Terra à Lua.

Edvard Munch

Usando um elenco de actores maioritariamente amadores, Peter Watkins veicula a visão subjectiva de Munch através de um estudo cuidadoso dos seus diários e cadernos inéditos, reconstruindo o processo criativo de Munch, bem como os seus medos, inibições e anseios.

Em exibição no dia 24 de Outubro, às 21 horas e 30 minutos, na Cinemateca (Sala M. F. Ribeiro). Secção Retrospectiva Peter Watkins.

Between Fences

Avi Mograbi e Chen Alon encontram-se com requerentes de asilo africanos, num centro de detenção, no meio do deserto do Negev, onde são enganados pelo Estado de Israel. Questionam o estatuto dos refugiados em Israel, servindo-se de técnicas do Teatro do Oprimido.

Em exibição no dia 26 de Outubro, às 21h30, na Culturgest (Grande Auditório) e dia 28, às 10h30, também na Culturgest.

Having a Cigarette with Álvaro Siza

Falar sobre arquitectura com Álvaro Siza Vieira, prémio Pritzker e um dos melhores arquitectos deste século, socialista e fumador inveterado. O filme destaca o seu trabalho inicial e permite ao espectador compreender a forma de trabalhar e de pensar de Siza.

Em exibição dia 25 de Outubro, às 16 horas e 15 minutos, na Culturgest (Grande Auditório). Secção Heart Beat.

David Lynch: The Art Life

David Lynch leva-nos numa viagem íntima. Da sua educação idílica na América das pequenas cidades às ruas escuras de Filadélfia, acompanhamo-lo enquanto identifica os acontecimentos que ajudaram a moldar um dos mais enigmáticos realizadores de cinema.

Em exibição no dia 22 de Outubro, às 14 horas, na Culturgest (Pequeno Auditório). Secção Heart Beat.

A friend from Siberia

Após o seu encontro com um cineasta russo cego, durante o festival de cinema de São Petersburgo de 2012, Yuki, um jovem realizador japonês, pega na câmara e dirige-se à cidade siberiana onde o seu novo amigo vive, no coração da Rússia.

Em exibição no dia 26 de Outubro, às 19 horas, no Cinema São Jorge (Sala Manoel de Oliveira) e no dia 29 de Outubro, às 14 horas, na Culturgest (Pequeno Auditório). Competição Internacional.

Bowie, Man with a Hundred Faces or The Phantom of Hérouville

Para seguir o rasto de Bowie, o fantasma, o melhor foi começar por um local que ele assombrara: os estúdios míticos do Castelo de Hérouville. Foi, em parte, aqui que o rock dos anos 1970 escreveu a sua lenda, de que Bowie é um dos maiores protagonistas.

Em exibição no dia 22 de Outubro, às 14h, no Cinema São Jorge (Sala 3) e dia 30 de Outubro, às 16h15, na Culturgest (Grande Auditório). Secção Heart Beat.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

Ainda não chegámos a Dezembro e, muito embora este ano o Nobel da Literatura tenha sid

Entre os dias 29 de Novembro a 5 de Dezembro, o MUVI - Festival Internacio

Após o realizador Francis Whately produzir "David Bowie: Five Years

'Twin Peaks', a mítica série de 1990 e 1991 do realizador David Lynch prepara-se