OJ Simpson libertado após nove anos de prisão

2 OUTUBRO, 2017 -

O homem que protagonizou o “julgamento do século XX” está em liberdade e vai voltar à Flórida, embora o Estado não o queira receber…

Nove anos depois de ter sido preso (mais uma vez), O.J. Simpson saiu este domingo em liberdade condicional da prisão de Lovelock (Nevada). Aos 70 anos, e depois de nove anos detido por assalto à mão armada em Las Vegas (tinha sido condenado a 33), o antigo jogador de futebol americano e ator foi solto à passagem da meia-noite, de modo a evitar a atenção dos média. “A nossa maior preocupação era a sua segurança e não queríamos que os paparazzi o seguissem. Saiu por uma porta grande azul em sossego, e a olhar para baixo para não ser fotografado”, revelou um porta-voz do departamento prisional, acrescentando: “Disse-lhe: ‘Não voltes’ e ele respondeu: ‘Não tenho essa intenção’. Estava contente por poder prosseguir com a sua vida.

O.J. Simpson, recorde-se, foi o protagonista de um dos julgamentos mais mediáticos do século XX – conhecido mesmo como o “Julgamento do Século“. Conhecido ator e antigo campeão de futebol americano, sempre garantiu estar inocente e acabou por ser absolvido em 1994 da morte da ex-mulher, Nicole Simpson, e de um alegado amante desta, Ronald Goldman. Viria a ser condenado a pagar 33,5 milhões de dólares aos familiares das vítimas após processo cível em 1997.

Em 2007, acabou então por ser condenado a 33 anos de prisão (num mínimo de nove sem possibilidade de pedir liberdade condicional), sendo considerado culpado de ter forçado a entrada num quarto de hotel com cinco outros homens e, apontando armas de fogo aos indivíduos que se encontravam no quarto, roubar mercadoria relacionada com a sua carreira e avaliada em milhares de dólares. O.J. garantiu sempre que estava apenas a recuperar artigos que lhe haviam sido previamente roubados.

Entretanto, outra questão se coloca: para onde irá agora viver O.J.? De acordo com o seu advogado, Malcolm LaVergne, é na Flórida, onde antes possuía uma habitação. A procuradora-geral do Estado, porém, tem ideia contrária. “Os cidadãos da Flórida estão a par do passado do senhor Simpson e do seu desrespeito pela vida das outras pessoas. Este Estado não se pode tornar numa colónia de férias para criminosos condenados”, escreveu Pam Bondi, numa carta endereçada ao Departamento Correcional de Execução de Penas. Uma tomada de posição que mereceu rasgadas críticas de LaVergne: “A procuradora-geral da Flórida é possivelmente a pessoa mais estúpida do planeta. Simpson pode e vai mudar-se para a Flórida. Não tens nada a ver com isso“, escreveu no Twitter.

Para já, porém, tudo indica que O.J. Simpson vá viver numa casa de amigos num condomínio de luxo nos subúrbios de Las Vegas. Na audiência onde lhe foi concedida a liberdade condicional, em julho, o antigo atleta referiu apenas querer “passar o máximo de tempo possível com os filhos e os amigos“. O advogado acrescentou ainda que O.J. está ansioso por alguns “pequenos prazeres”, como comer uma refeição que não seja da cantina. “Simpson quer comer um bom bife e marisco e adquirir um novo iPhone“, disse LaVergne no programa “Good Morning America”, da cadeia de televisão ABC. Já o amigo Tom Scotto referiu que a ex-estrela de cinema “quer visitar a campa da sua filha e também a campa de Nicole (a ex-mulher que alegadamente terá assassinado)“.

Artigo escrito por Bruno Venâncio / Parceria jornal i

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS