O icónico realizador Jean-Luc Godard celebra hoje 86 anos

3 DEZEMBRO, 2016 -

O realizador Jean-Luc Godard, um dos criadores há meio século do movimento cinematográfico francês conhecido como a Nouvelle Vague, comemora hoje 86 anos.

Godard “esconde-se” da realidade já faz uns anos, no entanto nunca parou de trabalhar e a sua obra reaparece com frequência no primeiro plano do cinema mundial. Quem vê os seus filmes, como o mais recente “Adieu au langage“, reconhece que o realizador por muito “escondido” que esteja reaparece sempre com um olhar atento e perspicaz da realidade comum a qualquer um de nós. Os seus filmes dificilmente deixam de estar presentes no dia-a-dia de quem o vai ver a uma sala de cinema. Cada filme da sua autoria é um enorme círculo fechado de inúmeras perguntas e respostas.

Em 2011, Hollywood homenageou Jean-Luc Godard dando-lhe o Óscar de honra pelo conjunto da sua carreira, marcada por filmes como ”À bout de souffle“, com Jean Seberg e Jean-Paul Belmondo, ”Le mépris“, com Brigitte Bardot, ou ”Alphaville“, com sua ex-companheira Anna Karina.

Godard começou como crítico da lendária revista ”Cahiers du cinéma“, com outras grandes figuras da Nouvelle Vague, François Truffaut e Claude Chabrol.

Durante os anos 50 reinava ”um extraordinário amor pelos filmes e um espírito de rebelião contra a impressão de conformismo que deixava no cinema francês“, disse em 2010 um dos ex-diretores da revista, Jean-Michel Frodon.

Depois de passar para trás das câmaras, Godard reinventou uma linguagem do cinema que inspira cineastas tão diferentes, como David Lynch, Pedro Almodóvar, Quentin Tarantino, Gus van Sant ou Mathieu Amalric.

Jean-Luc Godard, que adquiriu a nacionalidade suíça aos 21 anos, afirma que decidiu instalar-se na cidade de Rolle há cerca de 35 anos com a sua companheira Anne-Marie Miéville, porque é um lugar “qualquer”.

As pessoas deixam-no tranquilo. Ele tem os seus hábitos, passeia com o seu cão (que aparece no filme ”Adieu au langage“), vai ao café na rua principal, compra o seu jornal, os seus cigarros. É alguém muito simples”, disse Jean-Michel Frodon.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

Chega aos Cinema Medeia, já no próximo dia 20 de Abril , o fil

Jean-Luc Godard estará de regresso ao grande ecrã com "Image et Parole

Quando uma pessoa quer conhecer o Cinema e começar a ver filmes, p