Mayweather vs McGregor, o combate do ano?

25 AGOSTO, 2017 -

Acabou a espera para o evento mais desejado dos últimos tempos. O ídolo do boxe e a estrela da UFC medem forças este sábado na T-Mobile Arena, em Las Vegas.

Há quem lhe chame o Combate do Ano e há até quem diga que vai mesmo ser a Luta do Século. Outros preferem definir o confronto como o “Maior Evento Desportivo do Ano”. Slogans à parte, uma coisa é certa: o encontro entre o veterano pugilista norte-americano, Floyd Mayweather Jr., e a estrela da UFC, Conor McGregor, era uma das batalhas mais desejadas pelos fãs das respetivas modalidades.

“The Money”, alcunha pela qual o multicampeão Mayweather ficou conhecido pelos milhões de euros que auferiu ao longo de duas décadas de carreira, e “The Notorious”, nome pelo qual o irlandês McGregor responde, medem forças este sábado na Arena T-Mobile, em Las Vegas [00h00 de Portugal continental, Sport TV 1]. Se o lutador aposentado em setembro de 2015 vai defender a invencibilidade da sua carreira (49 vitórias em 49 lutas disputadas), o atleta de 29 anos continua à procura de… notoriedade. Apesar de contar com três derrotas no seu curriculum, McGregor está perfeitamente consciente de que, em caso de vitória, atingirá um pedestal nunca antes conseguido por outra pessoa.

Contudo, o combate vai ser de acordo com as regras do boxe e luvas de 8 onças (226 gramas), fator que leva a que muitos não acreditem nas possibilidades do campeão dos pesos-leves da UFC, que entrará em cena sem nunca ter discutido um combate profissional da modalidade. Mike Tyson, um dos nomes mais sonantes do mundo do boxe, chegou mesmo a afirmar que o lutador irlandês será “assassinado”.

“The Money Fight”

Outro dos aspetos mais comentados da superluta está, naturalmente, relacionado com os milhões de euros que o evento vai gerar. Com um sistema de pay-per-view revenues (receitas de pagamento por visualização), o maior lucro deverá mesmo chegar através da transmissão televisiva. De acordo com o britânico “The Telegraph”, os telespetadores dos EUA que quiserem assistir em em alta definição vão desembolsar qualquer coisa como 99 dólares (84 euros) para ver o combate. A juntar ao pay-per-view, que aponta para cerca de 60 milhões de espetadores, há a venda de bilhetes, que custam entre 1200 e 8800 euros. A arena de Las Vegas tem capacidade para cerca de 20 mil pessoas; por isso, neste campo, esperam-se receitas de 70 milhões de dólares (praticamente 60 milhões de euros), montante que ainda dispara com os patrocínios e publicidades envolvidos. Contas feitas, espera-se que a superluta ultrapasse um bolo total de 500 milhões de euros, um montante apenas comparável ao combate entre Mayweather e Manny Pacquiao em 2015.

Relativamente aos próprios protagonistas, a imprensa internacional refere que o cachê-base de Mayweather será de 84,7 milhões de euros, em relação aos 63,5 milhões de euros que serão entregues a Conor McGregor. Um pagamento, todavia, que pode subir exponencialmente caso os objetivos traçados sejam alcançados. Nesse sentido, o lutador reformado poderia atingir 338 milhões de euros e Conor McGregor 107 milhões de euros!

Artigo escrito por Laura Ramires, publicado no nosso parceiro jornal i

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS