Livros quentes para este Verão

1 JULHO, 2016 -

A convite da Comunidade Cultura e Arte, escrevi esta lista de títulos para quem ainda não sabe o que ler neste verão. Ou para quem já sabe o que quer ler, mas aceitar ler ainda. O Verão torna-nos grandes leitores. Afinal, qual é a altura do ano em que podemos estar deitados, a apanhar sol, a desfrutar de um bom livro? Espero que façam bom proveito.

Os Informadores – Bret Easton Ellis

Há cidades onde parece que o Verão dura o ano inteiro. E no retrato que Bret nos faz de Los Angeles podemos entrar nesse estado de espírito, à beira da piscina, enquanto um rapaz bronzeado e de olhos azuis vai flirtando connosco, enquanto os nossos filhos experimentam cocaína. Pequenos contos ideais para ir lendo e relendo de casa até à praia.

7

Jóquei – Matilde Campilho

Se ainda não leram o Jóquei, um livro capaz de despertar os amores mais profundos (e também alguns ódios) no panorama poético português, estão a perder alguns dos poemas mais frescos que há para o vosso Verão. Porque os versos podem ser autênticas brisas.

4

A Rainha Ginga – José Eduardo Agualusa

Quando o momento é o Verão, nada como aceitar uma verdadeira brasa literária. A vida de Dona Ana de Sousa, a Rainha Ginga, é uma história de amor e de guerra onde vamos percebendo o símbolo cultural, étnico e sexual que uma verdadeira rainha pode ser.

6

The Beach – Alex Garland

Nada como estar deitado na praia a ler sobre como não há paraísos intocados no mundo. Garanto-vos que é melhor que o filme – só não tem aquela música icónica das All Saints.

5

The Brief History of Seven Killings – Marlon James

À procura de um desafio? Mais tempo para ler também significa subir a parada nas leituras. A história de uma tentativa de assassinato a Bob Marley que é contada através de personagens e vozes completamente diferentes, misturando política, violência e crime. É duro. Mas a escrita é qualquer coisa de extraordinário.
Não está disponível em língua portuguesa.

1

Não Há Tantos Homens Ricos como Mulheres Bonitas Que os Mereçam – Helena Vasconcelos

E se aproveitássemos o Verão para viajar no tempo? Helena Vasconcelos é conhecedora e, provavelmente, fanática da obra de Jane Austen. E aqui mostra-nos como o séc. XXI, o nosso tempo, continua a manter uma série de traços em comum com o tempo distante das obras da escritora britânica. A obra faz justiça ao seu maravilho título.

3

Vem à Quinta-Feira – Filipa Leal

Filipa Leal tem dado passos certeiros, através de poemas que acertam sempre no alvo, até se tornar uma das vozes mais distintas da poesia portuguesa actual. Com toda a elegância da poesia contemporânea, mas um pouco mais descansada em relação aos formalismos que tendem a sufocar o género. Vem à Quinta-Feira tem o desassossego certo para certas noites de Verão.

2

Texto de Alexandre Couto

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS