‘Linhas Cruzadas’ inaugurada hoje com obras de 30 artistas lusófonos

9 FEVEREIRO, 2017 -

Obras de mais de 30 artistas plásticos lusófonos vão estar reunidas na exposição “Linhas Cruzadas – Coleção da Fundação PLMJ”, que é hoje inaugurada, às 18:30, na Sociedade Nacional de Belas Artes, em Lisboa.

De acordo com a organização, esta exposição visa assinalar os 15 anos da Fundação PLMJ, criada pela sociedade de advogados PLMJ (A.M. Pereira, Sáragga Leal, Oliveira Martins, Júdice e Associados), que, desde 1998, tem vindo a reunir uma coleção de obras de arte.

Ana Jotta, Augusto Alves da Silva, Ana Vidigal, Carlos Bunga, Carla Filipe, Duarte Amaral Neto, Fernando Lemos, Gil Heitor Cortesão, Helena Almeida, João Louro, João Pedro Vale, José Pedro Croft, Jorge Molder, Julião Sarmento, Mário Macilau, Mauro Pinto, Rui Chafes, Susana Mendes Silva e Yonamine são alguns dos artistas que têm obras na exposição.

Inicialmente dedicada à pintura, desenho e escultura, a coleção de arte estendeu-se mais tarde à fotografia e ao vídeo, tendo a sociedade de advogados constituído uma fundação dedicada ao acervo.

As obras reunidas na exposição “Linhas Cruzadas” resultam de uma seleção desenvolvida por João Silvério, curador convidado, tendo como critério o cruzamento entre linguagens da produção contemporânea, novas aquisições e obras de artistas com carreira reconhecida no panorama nacional e internacional.

A exposição fica patente ao público até ao dia 04 de março de 2017.

Texto de Lusa

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS