Leiria Film Fest bate recorde de inscrições com 400 curtas-metragens

6 DEZEMBRO, 2016 -

O festival internacional de curtas-metragens Leiria Film Fest bateu o recorde de inscrições, com 400 filmes que chegaram de 60 países diferentes, anunciou hoje a organização.

À quarta edição, que se realiza nos dias 17 e 18 de Março de 2017, o festival terá mais 50 filmes a concurso do que em 2016.

Para a organização, o número de filmes recebidos foi “uma surpresa bastante agradável“, reconheceu um dos organizadores.

Sabendo que este ano as candidaturas só estiveram abertas durante dois meses, quando em anos anteriores existia um período mais alargado de submissão, foi uma surpresa bastante agradável ver o número aumentar“, afirma Bruno Carnide.

Para o organizador, o festival de Leiria “começa a ser cada vez mais reconhecido no estrangeiro” e prova disso são os “vários contactos de produtoras de todo o mundo a quererem que os seus filmes fossem exibidos no Leiria Film Fest“.

Dos filmes inscritos, cerca de 70 são documentários, 90 animações e 240 obras de ficção. No total, seis dezenas são filmes portugueses, mas apenas seis do distrito de Leiria e concelhos vizinhos, o que, para Bruno Carnide, é a nota menos positiva.

O Leiria Film Fest foi criado para não só colocar Leiria na rota mundial do cinema de curtas-metragens, mas também para alavancar a criação artística, nesta área, na região. O parco número de inscrições na categoria de Leiria fez-nos, até, alargar a área de influência para os concelhos de Ourém, Fátima e Tomar, e aceitar, também, filmes de realizadores que, apesar de não serem de Leiria, filmaram cá a sua obra“.

O festival vai atribuir prémios às melhores curtas de ficção nacional e internacional, animação nacional e internacional, documentário nacional e internacional e Melhor Filme Leiriense. Também o público escolherá o seu preferido.

Texto de Lusa

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

Encerra hoje a 4ª Mostra Internacional de Cinema Alternativo 'Cão Amarelo', no