‘ii’, dos Liima: o que fazer depois de Efterklang?

19 JUNHO, 2017 -

Liima, palavra finlandesa para cola, formou-se depois do hiato do grupo Efterklang. Este novo projeto conta com três dos elementos da banda dinamarquesa, Casper Clausen, Mads Brauer e Rasmus Stolberg, com a nova adição do percussionista finlandês Tatu Rönkkö. ‘ii’ é o seu álbum de estreia, editado o ano passado pela 4AD.

O primeiro álbum do grupo formado em Julho de 2014 tem, obviamente, ecos reminiscentes ao projeto do qual três dos atuais membros de Liima fizeram parte; tanto a voz do vocalista que se mantém, como a percussão sempre presente. A faixa Amerika não destoaria em qualquer dos álbuns do antigo grupo. Contudo, ii é diferente, pois trata-se de um projeto relâmpago gravado durante apenas três dias em Berlim. A gravação ocorreu após diversas residências do grupo na Alemanha, Finlândia e, também, curiosamente, uma delas na ilha da Madeira.

ii tem dez faixas e a espontaneidade parece ser a palavra de ordem. São-nos apresentadas faixas onde o sintetizador é rei e que, se o vocalista Casper Clausen estivesse ausente, figurariam numa qualquer banda sonora de um videojogo. Exemplo disso são Roger Waters ou 513, bem como outras onde a aplicação do adjetivo psicadélico não seria despropositado de  aplicar, como em You Stayed In Touch With The Wrong Guy.

Ao trabalho, falta a profundidade a que os Efterklang eram associados e – apesar de ser um álbum estranho que, provavelmente, não será apreciado à primeira – não deixa de ser uma novidade espontânea e experimental, interessante o suficiente para desejar o próximo passo do grupo.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS