GNR divulga dados do ‘Censos Sénior’. Estamos a envelhecer sozinhos, em profunda solidão

16 JUNHO, 2016 -

Durante todo o mês de Abril a Guarda Nacional Republicana realizou em todo o território nacional mais uma edição dos “Censos Sénior”, com o objectivo de sinalizar a população idosa que vive sozinha e/ou isolada. Foram ainda realizadas acções de sensibilização para que esta população adopte comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes. Agora temos todos os dados, divulgados pela própria GNR.

Desde o ano de 2011, ano que que foi realizada a primeira edição da Operação Censos Sénior, têm sido sinalizados mais idosos a viverem sozinhos e/ou isolados ou em situações de vulnerabilidade.

1

Na Operação “Censos Sénior 2016” foram sinalizados 43 322 idosos dos quais:

  • 26 000 vivem sozinhos
  • 4 626 vivem isolados
  • 3 085 vivem sozinhos e isolados
  • 9 611 não se enquadram nas situações anteriores, mas em situação de vulnerabilidade fruto de limitações físicas e/ou psicológicas

4

2

As sinalizações foram distribuídas geograficamente, comparativamente com o ano de 2015.

Durante a operação deste ano, e pela primeira vez, foi realizado o levantamento das pessoas portadoras de deficiência, tendo sido sinalizadas 600 pessoas, das quais:

  • 166 vivem sozinhas
  • 38 vivem isoladas
  • 33 vivem sozinhas e isoladas
  • 363 não enquadrados nas situações anteriores

As situações de maior vulnerabilidade foram reportadas as entidades competentes, sobretudo de apoio social, no sentido de fazer o seu acompanhamento futuro.

Segundo a mesma fonte, a GNR continuará, ao longo ano, a acompanhar os idosos e pessoas portadoras de deficiência sinalizados, realizando visitas regulares às suas residências, no sentido de realizar mais acções de sensibilização e fazer uma avaliação da sua segurança.

31

Ilustração de Rodrigo Machado

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS