Filmin, a plataforma online para quem gosta de cinema de autor

18 NOVEMBRO, 2016 -

A operar em Portugal desde o dia 16 de Novembro, a Filmin é a primeira plataforma de VOD – vídeo-on-demand – dedicada em exclusivo ao cinema independente, clássico e de autor, no nosso país.

Actualmente com um catálogo de mais de 500 filmes provenientes de acervos das principais distribuidoras independentes em Portugal como por exemplo a Alambique Filmes e Midas Filmes e produtoras nacionais como O Som e a Fúria, Filmes do Tejo ou a Terratreme, entre outras. Além disto, a plataforma tem ainda parceria com festivais (Queer Lisboa, Monstra e o 8 1⁄2 Festa do Cinema Italiano) e procura ainda filmes de mais distribuidoras procurando abarcar todo o cinema de autor independente.

Fundada em Espanha no ano de 2008, a iniciativa tem o apoio financeiro do programa Creative Europe, da UE. Em Portugal, a Filmin vai ser gerida por Anette Duijisin-Muharay, Stefano Savio (director artístico da Festa do Cinema Italiano) e Adriano Smaldone (programador da Festa do Cinema Italiano e membro da distribuidora e associação Il Sorpasso).

filmin1

A Filmin não tem fidelização obrigatória e não precisa de estar associado a um operador de telecomunicações. A subscrição mensal é de €6,95, mas até ao final do ano a Filmin oferecerá um mês de subscrição na aquisição do primeiro mês, ou seja, serão ativados dois meses por €6,95 durante esta campanha. Se quiser apenas ver um filme, também é possível. A Filmin permite alugar filmes à unidade com valores entre os €1,95 e os €3,95. Após o aluguer, o filme fica então disponível para ser visionado na plataforma durante 72 horas. O pagamento pode ser feito através de cartão de crédito ou PayPal.

Num mercado onde já estão disponíveis plataformas como a Netflix (cuja aposta mais forte vai para o conteúdo a nível de séries) e a N-Play (plataforma NOS com filmes da mesma e maioritariamente blockbusters), a Filmin aposta forte no nicho de cinema independente, autoral e clássico. A plataforma chega ainda na mesma semana que o Cinema BOLD, uma marca da distribuidora independente Alambique dedicada à curadoria de filmes originais e fora do modelo mais “tradicional” cujo arranque será dado com o filme Eis O Admirável Mundo em Rede (Lo And Behold, Reveries Of The Connected World), de Werner Herzog.

Em destaque no site da plataforma, filmin.pt, estão especiais dedicados a Jim Jarmusch e Isabelle Huppert assim como uma colecção de filmes de Luchino Visconti. O cinema português é outra das apostas da plataforma tendo já disponíveis filmes como Cartas da Guerra de Ivo M. Ferreira, ou Tabu e os três volumes de As Mil e Uma Noites, obras de Miguel Gomes.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS