Filmes da Netflix só voltam a Cannes se estrearem nos cinemas

11 MAIO, 2017 -

A Netflix não volta ao Festival Internacional de Cinema de Cannes se não mudar a sua política. Pelo menos foi esta a informação transmitida pelos organizadores do festival durante o dia de ontem. Esta decisão é vista como uma vitória para o sector de distribuição de filmes tradicional, que também tenta combater o domínio global do cinema norte-americano.

Nesta 70º edição, que começa a  17 de Maio, o presidente do júri será o realizador espanhol Pedro Almodóvar e a Netflix tem competição pela primeira vez dois filmes. A decisão de levar dois filmes da gigante norte-americana foi polémica para o sector que gere as salas de cinema em França, uma vez que a Netflix disponibiliza as suas obras cinematográficas apenas por streaming.

Thierry Fremaux, director do festival de Cannes, e a organização, tentaram demover a Netflix e lançar os dois filmes em competição, The Meyerowitz Stories, realizado e escrito por Noah Baumbach, e Okja, realizado e escrito por Joon Ho Bong, em salas de cinema. Ontem ficámos a saber que Fremaux não conseguiu mudar esta realidade.

The Meyerowitz Stories

O Festival dá as boas vindas à Nerflix que decidiu investir em cinema“, pode ler-se no site do festival de Cannes, em resposta aos rumores de que os filmes da empresa norte-america seriam excluídos.
[Cannes] quer reiterar o seu apoio ao modelo tradicional de exibição nos cinemas em França e no mundo“, pode ler-se no comunicado, onde se pode ler também que a partir do ano que vem as regras irão afirmar explicitamente que qualquer filme inscrito para competir terá que “se comprometer a ser distribuído em cinemas franceses.

Reed Hastings, fundador e CEO da Netflix, fez um breve e provocador comentário na sua página no Facebook, ao partilhar o artigo Why Netflix’s Big Cannes Debut Might Be Thwarted, da Vanity Fair, dizendo: “A instituição fechou o cerco contra nós. Vê Okja na Netflix a 28 de Junho, filme incrível que as distribuidores de cinema querem impedir a entrada na competição do festival de cinema de Cannes“.

Por fim, é de relembrar ainda que este ano vão estar em Cannes as novas obras de Lynne Ramsay (You Were Never Really Here), Yorgos Lanthimos (The Killing of a Sacred Deer), Todd Haynes (Wonderstruck), Michael Haneke (Happy End), Sofia Coppola (The Beguiled), Hong Sang-soo (The Day After) ou ainda Noah Baumbach (The Meyerowitz Stories). 24 Frames, o último filme do conceituado cineasta Abbas Kiarostami, e os dois primeiros episódios da nova temporada de Twin Peaks, de David Lynch, também vão estar presentes no festival.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

Jean Zay foi um dos principais nomes na formalização educativa e cultura de Fran

The Square, do realizador Ruben Östlund, vencedor da

'I, Daniel Blake', ou em português 'Eu, Daniel Blake', o último filme de

O mais recente filme de Xavier Dolan, que teve a sua estreia mundial no F