Festival Internacional Signes de Nuit começa a 1 de Outubro

26 SETEMBRO, 2016 -

O Festival Internacional SIGNES DE NUIT é uma mostra e competição de cinema e vídeo, sediado em Paris, já na sua 14a edição, cujo programa circula por várias cidades do mundo.
Em 2016 decorre a sua segunda edição em Lisboa, entre 1 e 9 de Outubro, na Faculdade de Letras da Universidade Nova de Lisboa e no espaço da Desterrense Associação Recreativa e Cultural (DARC), localizado no Desterro. SIGNES DE NUIT dá a conhecer a mais recente produção artística audiovisual internacional, com filmes emergentes, radicais, inovadores, sensíveis a outros olhares e realidades.

O programa deste festival é composto por mais de 50 filmes que propõem visões novas sobre a realidade, um tratamento de imagens diferenciado e uma aproximação crítica aos momentos cruciais da existência humana. Cria espaço e dá lugar a um cinema que testa os seus próprios limites, livre das pressões formais tradicionais, dedicado à experimentação.

Acerca do Festival

SIGNES DE NUIT apresenta filmes e formas audiovisuais, com origem em vários cantos do mundo, que experimentam novas linguagens estéticas, com foco em problemas da actualidade e temáticas de sociedades contemporâneas. O objectivo é estabelecer uma comunicação global que escape aos efeitos simplificadores dos mass media. As formas artísticas originais desses filmes misturam e criam um jogo com os vários parâmetros criativos: som, composição musical, imagem, movimento, ritmo, texto, espaço e luz; que vão para além do produto estético e que permitem, sobretudo, a comunicação e uma compreensão por parte dos espectadores de diferentes origens. Neste festival, que é itinerante como parte da sua identidade, há todo um trabalho de sensibilização aos diversos – e às vezes estranhos – espaços culturais. Essa é a responsabilidade do “cinema comprometido” e da produção audiovisual.

Os custos reduzidos da produção digital permitem uma produção independente das influências comerciais e de quaisquer formas de censura. Essas produções independentes criam uma alternativa, um espaço artístico altamente variado e acessível por todos.

A preservação de um espaço cultural livre é outro objectivo do festival SIGNES DE NUIT, cujas projecções aconteceram em 29 países como Argélia, Alemanha, Austrália, Brasil, Chile, Cuba, Estados Unidos, Hungria, Indonésia, Japão, Líbano, Turquia, Peru, Eslovénia, Tunísia, Rússia, além da sede em Paris.

Programa – Destaques

O festival é composto por 4 secções competitivas: curtas-metragens, documentários, cinema transgressivo e focus. Alguns filmes têm aqui a sua estreia nacional e até internacional.

A primeira sessão do festival, que decorre às 11h de Sábado, dia 1, corresponde a um dos programas da competição de curtas-metragens. Serão exibidos, entre outros, “The Reflection of Power”, de Mihai Grecu – selecionado para o Festival Clermont-Ferrand –, e “reStart”, de Olga Osorio.

Na competição de Documentário, destaque para “Brothers”, do realizador polaco Wojeich Staroń: um filme sobre dois irmãos idosos regressados à Polónia, que haviam sido, há muito tempo atrás, deportados para um campo na Sibéria. No contexto dos filmes documentários destaque também para “The Net, the Unabomber, LSD and the Internet”, do alemão Lutz Dammbeck, que explora as ideias e histórias de artistas inovadores como Name June Paik, de idealistas hippies como Timothy Leary ou contraculturalistas como John Brockman e Stewart Brand.

A secção focus será dedicada ao cinema independente asiático: 5 sessões exibem filmes chineses (destaque para “Under the Sun”, de Yang Qiu, “Goodbye”, de Xiaolu Hu – estreia na Europa – e “Fata Morgana”, de Amelie Wen), 4 são compostas por filmes filipinos e uma outra projecta películas produzidas no Japão (“Hide & Seek”, de Kimie Tanaka, “Blue”, de Yukinori Makabe – ambos são estreias nacionais – e “Lasting Persimmon”, de Key Chikaura).

O programa desta edição exibe uma retrospectiva de Jay Rosenblatt, artista norte- americano que trabalha como realizador independente desde o início dos anos 80, tendo concretizado, desde então, mais de 30 filmes em torno das emoções e da psicologia humana. O festival SIGNES DE NUIT dedicará ainda uma pequena retrospectiva à cineasta grega Konstantina Kotzamani. De destacar, no âmbito da sua filmografia, o internacionalmente premiado “Washingtonia”.

Os prémios serão anunciados na cerimónia de encerramento pelas 21 horas do dia 9 de Outubro, Domingo, no espaço da DARC.

Às 22 horas, a sessão de encerramento exibirá “No Land’s song”, filme do iraniano Ayat Najafi, selecionado, em 2014, para o Montreal World Film Festival.

Todas as entradas são gratuitas neste festival.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS