Ex-mulher de Johnny Depp sai em defesa do ator através de uma carta

30 MAIO, 2016 -

A ex-companheira de Johnny Depp, Vanessa Paradis, saiu em defesa do ator após as acusações da atual mullher de Depp, Amber Heard, que o acusou de praticar violência doméstica durante o curto casamento.

A terceira mulher de Johnny Depp acusou-o de a ter agredido com um iPhone e de ter fugido de casa quando ouviu as sirenes da polícia. O ator que esteve em Portugal no passado dia 27 com a sua banda Hollywood Vampires no Rock in Rio ainda não se pronunciou sobre estas acusações, tendo em conta a morte da sua mãe, dois dias antes da sua atuação no Parque da Bela Vista. A atriz de The Danish Girl conseguiu uma ordem de restrição temporária que proíbe o ator de Alice in Wonderland de se aproximar dela.

PAY FOR Vanessa Paradis pens letter of support for ex-husband Johnny Depp

Vanessa Paradis não se limitou ao silêncio sobre as acusações ao pai dos seus dois filhos e publicou uma carta escrita à mão onde descreve o ator como uma pessoa «sensível e carinhosa» e diz não acreditar nas palavras da atual companheira de Depp, Amber Heard.

Também a primeira mulher de Johnny Depp, Lori Anne Allison saíu em defesa do ex-marido, dizendo que durante a sua curta relação com o ator (de 1983 a 1985) ele até tratou melhor o seu cão do que muitos pais tratam os filhos. Descreveu-o como «uma pessoa suave» e disse que durante os anos de casamento e namoro nunca sequer lhe levantou a voz.

johnny depp

O conteúdo da carta de Vanessa Paradis, traduzido:

«Para quem possa interessar, 

Johnny Depp é o pai dos meus dois filhos, ele é uma pessoa sensível, amorosa e amada, e acredito com todo o meu coração que as recentes alegações que estão a ser feitas são ultrajantes.

Durante todos os anos em que conheci o Johnny, ele nunca foi abusivo fisicamente comigo e isto não se parece nada com o homem com quem vivi durante 14 maravilhosos anos.

Sinceramente,

Vanessa Paradis

27 de maio de 2016

Los Angeles»

Parece que esta história ainda dará muito que falar até ao dia 27 de junho, data em que o ator será ouvido em tribunal.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS