Esta mulher de 80 anos podia estar na origem da história de ‘Gone Girl’

20 ABRIL, 2016 -

Melissa Ann Shepard podia muito bem ser a “musa inspiradora” por detrás da história de Gone Girl, livro de Gillian Flynn que viria a dar origem ao filme de David Fincher, protagonizado por Rosamund Pike. Podia, mas Melissa Ann Shepard, uma senhora de 80 anos de cabelos grisalhos e faces rosadas, uma típica “avozinha”, é de índole distinta à personagem Amy Dunne.

Melissa foi recentemente detida por usar um computador público violando assim uma das condições para poder estar em liberdade condicional. É que Melissa Ann, apesar da idade avançada, foi condenada em 2012 por tentativa de homicídio do seu quarto marido, Fred Weeks.

Apesar da idade já avançada de ambos quando se casaram, Weeks começou a sentir problemas com a sua “vida de casado” desde cedo no casamento. Ia-se sentindo mal disposto e perdendo energia ao ponto de estar numa cadeira de rodas. Numa situação insustentável foi parar ao hospital onde lhe diagnosticaram uma dose elevada de calmantes cuja origem estava no café tomado por Weeks todas as manhãs e feito por Melissa.

Weeks não foi de resto o único com queixas da senhora. Antes disso três maridos e um namorado tinham sido alvos de maus tratos por parte de Melissa que foi aperfeiçoando o seu modus operandi. Primeiro seduzia-os através da Internet, procurando-os e por fim encontrando-se com eles. Depois disso começava a administrar-lhes elevadas doses de sedativos.

É no entanto o seu segundo marido, Gordon Stewart.  Atropelado duas vezes (por Melissa), nas análises a Gordon foram encontradas as tais elevadas doses de sedativos e álcool. No entanto Melissa acabaria por levar pena reduzida por homicídio involuntário por se ter defendido alegando que era vítima de maus tratos. Melissa tornou-se até um símbolo das mulheres vítimas de violência doméstica.

Robert Friedrich foi o marido que se seguiu durando também um ano, não sem antes da sua morte ter revelado os sintomas habituais dos anteriores relacionamentos de Melissa. Procedimento padrão. Já condenada também por fraude, Melissa saiu há pouco tempo da prisão tendo a sua libertação sido anunciada à comunidade e estando proibida de aceder à Internet e ter a obrigação de anunciar caso iniciasse algum relacionamento.

Por fim, em 2005 perguntaram-lhe se estaria nos seus planos mudar, a resposta foi sincera: “Não posso dizer que serei uma cidadã exemplar daqui para a frente“.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

Mindhunter é uma das mais recentes apostas fortes da Netflix, produzida

O cinema e a literatura baseiam-se há muito na riqueza das histórias clássicas e revisitam-nas c

'Mindhunter' estreia a 13 de Outubro na Netflix e terá 

Este ano faz 20 anos que o livro Fight Club foi lançad