Escritor Irvine Welsh revela detalhes de ‘Trainspotting 2’

11 JULHO, 2016 -

Look Fantastic PT 180X150
Womens Bags PT 300 x 250

A Festa Literária Internacional de Paraty, no Brasil, teve vários convidados especiais e um deles foi Irvine Welsh, o escritor por detrás do já emblemático filme Trainspotting de Danny Boyle. Recentemente também foram revelados o primeiro teaser e imagens das rodagens do filme.

O escritor escocês para além de falar do processo criativo de The Sex Lives of Siamese Twins, um romance lançado em 2014, abordou também a sua carreira e falou das suas paixões e motivações para continuar a escrever até aos dias de hoje. Foram abordados vários temas; tão variados como: música, futebol, o universo das drogas ou a cultura urbana.

Como não podia deixar de ser Irvine Welsh abordou também o tão esperado Trainspotting 2. O escritor está também a ajudar Danny Boyle na adaptação literária de Porno, o romance, de 2002, de Irvine que vai dar continuidade a Trainspotting. Mesmo antes de chegar ao Brasil o autor esteva a acompanhar as rodagens do filme.

Segundo Irvine Welsh, “O novo filme baseia-se no livro Porno e o que fizemos foram algumas mudanças para tornar a história um pouco mais contemporânea” disse o autor escocês. E, acrescentou ainda: “No primeiro filme o meu protagonista era um traficante, mas agora a personagem subiu na vida e continua um negociador, mas agora vende carros de luxo, algumas drogas, e outras coisas como Viagra etc.

Segundo o jornal O Globo, quando questionado o escritor sobre a importância do uso de drogas para o seu processo criativo e para a sua escrita, Welsh frisou que a sua relação com as drogas é “experimental“, e reforçou o carácter de experiência episódica, e não constante: “Sempre achei importante experimentar, mas como forma de acumular mais experiências, mas saí dessa fase dos 20/30 anos em que consumia muito mais drogas“, disse Irvine Welsh, que revelou ainda que as drogas que estão presentes na sua literatura estão sempre relacionadas com contexto cultural, como um elemento que revela algo sobre um ambiente e as pessoas num círculo social específico:

Não escrevo exactamente sobre drogas, com desejo de investigar processos psi-coactivos, mas investigo o lugar e a função das drogas em determinados contextos. Quando tinha 30 e poucos anos usei bastantes drogas, muita cocaína e ecstasy, mas isso acontecia porque trabalhava numa bar e essas drogas faziam parte daquele ambiente. Depois de sair de lá, perdi um pouco o interesse. Experimentei outras coisas, ainda experimento, mas quando ficas mais velho, o ritmo é outro. As ressacas são piores, o cansaço, então chegas a um determinado ponto em que não faz mais sentido“.

Fotografia de Tronda Ola Tilseth

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

“Escolhe a vida, escolhe o Facebook, o Twitter, o Instagram

As filmagens de Trainspotting 2 já começaram, disse o real

Danny Boyle ousou voltar a mostrar-nos as vidas de Mark (Ewan McGregor