‘Eikasia’: a ilusão do sonho e a luta pela verdade

29 ABRIL, 2016 -

Eikasia é uma curta-metragem de ficção científica, fruto do projeto final da licenciatura em Cinema, pela Universidade da Beira Interior, de 5 entusiastas do valor da arte e da amizade.

As questões centrais do argumento focam a adaptação à solidão e o desespero que nasce da necessidade de contacto com o outro, pelo traço gregário inerente à própria condição humana. Estas temáticas são abordadas, de forma desconcertante, através do olhar de um jovem adulto que enfrenta a vivência pesada da solidão, num mundo desertificado. O jovem adulto opta por viver nas sombras da noite, de forma a evitar a nostalgia de um mundo cheio de movimento, que rodopiava ao sabor da cadência dos tempos. Encontra nos sonhos e na evocação de memórias a fuga à cruel realidade em que se encontra, iniciando uma viagem na demanda das respostas que precisa de encontrar para si.

Surge assim o contacto do enredo do filme com a raiz etimológica do termo “Eikasia”. Platão descreveu-a como a incapacidade de saber se uma perceção, tal como uma memória, um sonho ou um reflexo num vidro, é mais do que a imagem em si mesma. Um processo de conhecimento do mundo real, através da ilusão, influenciado pelos valores de referência no campo da apreciação, trazida à mente pelos meandros do campo da visão.

Eikasia, um filme de Francisco Morais e Miguel Pinto, na procura de financiamento para levar este sonho à realidade dos Festivais de cinema nacionais e internacionais.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS