Dilapidação da floresta

10 AGOSTO, 2016 -

O Estado português deveria ser acusado internacionalmente pelo crime de dilapidação da sua floresta

e é simples perceber as causas que levam o Estado português a não pôr em prática um plano estratégico de redução da monocultura do Eucalipto – árvore extremamente inflamável e de valor económico imediato.
a floresta portuguesa ocupa 35% do território nacional – são 3,2 milhões de hectares. 25% desse espaço é ocupado por eucaliptos (812 mil hectares).
a maior parte da floresta portuguesa está nas mãos de pequenos proprietários de natureza privada e cariz familiar. São cerca de 2,8 milhões de hectares.
E PARA QUÊ TANTO EUCALIPTO?
o eucalipto é usado, sobretudo, para a pasta de papel.
e Portugal é o 4º maior produtor de pasta de papel da Europa e 11º ao nível mundial e representa 5% das exportações portuguesas.
OU SEJA
a economia portuguesa precisa de eucaliptos. De material inflamável que dilapida a floresta. E nem sequer pode impor demasiados custos aos produtores (limpeza e ordenação dos seus terrenos), porque isso iria encarecer a matéria-prima para os produtores de pasta de papel.
EU NÃO PRECISO DE SER BRUXO
para saber que em 2017 teremos mais tragédia florestal
e em 2018
2019
2020
………

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

Tenho dito isso muitas vezes. Um dos espaços que os escritores antes ocupavam era o de serem pensa

TUDO VAI MUDAR (AMANHÃ) entre a segunda metade do séc. XVIII e a segunda metade do séc. XX ac

Tenho visto gente de grande gabarito a enquadrar o trabalho de Bob Dylan na chamada tese da Literat

olhar é conhecer. E fotografar é mais do que conhecer; é sentir com os olhos. Algo não revelado