DiCaprio vai devolver dinheiro ligado ao escândalo de corrupção de ‘The Wolf of Wall Street’

20 OUTUBRO, 2016 -

A Fundação Leonardo DiCaprio, iniciativa de caridade fundada pelo atual detentor do Óscar de Melhor Ator (em The Revenant), que angariou vários milhões de dólares para apoiar causas relacionadas com o meio ambiente, vê-se de momento encruzilhada numa intrínsseca investigação do Departamento da Justiça americano. De acordo com a imprensa e um comunicado lançado por um porta voz da Leonardo DiCaprio Foundation, os fundos utilizados para financiar o filme O Lobo de Wall Street terão vindo de fontes duvidosas e desconfia-se da legalidade das transações de dinheiro, bem como da existência de pagamentos não declarados e presentes monetários ou de outro tipo.

A produtora do filme, a Red Granite, é acusada de ter desviado mais de 100 milhões de dólares de um fundo público da Malásia para garantir financiamento para o filme, num esquema complexo que, segundo consta na imprensa internacional, desviou um total de mais de um bilião de dólares. O nome de Leonardo DiCaprio não foi referido ainda na investigação, apenas a sua organização, mas será difícil de perceber como o ator, que também produziu o filme, estando então intimamente ligado aos fundos do mesmo, poderá não ter tido conhecimento deste esquema de corrupção. A instituição de caridade Bruno Manser Funds urgiu a DiCaprio que devolvesse todos os fundos obtidos através de esquemas ilegais e sugeriu que o ator devia resignar-se da sua posição como Embaixador para a Paz da ONU, cargo que lhe foi atribuído pelo então Secretário Geral Ban ki-Moon (cargo que agora pertence ao português António Guterres).

O Departamento da Justiça americano estima que um total de 3,5 biliões de dólares terão sido desviados do fundo público da Malásia (1MDB) por parte de pessoas próximas do primeiro ministro Najib Razak. Este fundo foi criado pelo próprio Najib em 2009, pouco após ter ocupado o cargo de primeiro ministro, com o objetivo de promover o desenvolvimento de projetos económicos, mas o mesmo fundo acumulou biliões de dólares em dívidas no decorrer dos anos. De forma a não revelar para já os nomes das pessoas envolvidas no caso, nomes de código como «Malaysian Official 1» e «Hollywood Actor 1» foram utilizados na investigação, sendo que se presume que o primeiro ministro da Malásia será o primeiro e DiCaprio o segundo.

leonardo-dicaprio-wins-best-actor-for-the-wolf-of-wall-street-in-a-comedymusical__140218024829

O ator, no entanto, parece estar a tentar fazer um controlo de danos, e para além de ainda não ter vindo a público falar do assunto que possivelmente o ligará a atividades criminosas de escala internacional e multi milionária, parece ter comunicado com os responsáveis pela sua organização sobre o que poderia e não constar no comunicado por eles lançado. O ator também terá já mostrado disponibilidade para colaborar com o Departamento da Justiça americano nas investigações.

Em comunicado, o actor declara que vai devolver tudo o que recebeu do fundo malaio, em presentes ou doações. “O sr. DiCaprio e a Fundação Leonardo DiCaprio continuam a apoiar inteiramente todos os esforços para assegurar que a justiça será feita”, afirmou o seu representante, na passada terça-feira.

«Há vários meses, em julho, o sr. DiCaprio descobriu através da imprensa que existiam processos em tribunal contra algumas das entidades envolvidas na produção de ‘O Lobo de Wall Street’. Ele deu instruções aos seus representantes para entrarem em contacto com o Departamento da Justiça para determinar se ele ou a sua fundação, a Fundação Leonardo Dicaprio (LDF) receberam presentes ou doações de caridade direta ou indiretamente ligadas a essas entidades, e caso isso se prove verdade, que devolvam esses presentes ou doações o mais rápido possível» pode ler-se em transcrições do comunicado, no The Guardian.

Na continuação do comunicado pode ler-se: «Por respeito às investigações que ainda estão a decorrer, que visam muitas instituições de caridade, hospitais e indivíduos, e que podem ter sido recipientes involuntários dos fundos em causa, o sr. DiCaprio evitou tecer comentários em público durante este período de investigação. Ele continuará a limitar os seus comunicados e comentários sobre este tema».

Desde que ganhou o Oscár de Melhor Ator, DiCaprio tem concentrado os seus esforços em produzir dois documentários, um deles sobre a alteração climática, de nome Before the Flood, e o outro sobre os caçadores de marfim africanos que estão a dizimar a população de elefantes no continente.

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

O próximo projecto de Leonardo DiCaprio será uma adaptação da obra literária

Leonardo DiCaprio está de volta e desta vez para além de entrar em ‘B

Já há trailer e data de estreia para o novo filme de Ben Affleck. Live By Night

Depois do sucesso premiado de "The Revenant" (2015), e do documentário "B