Dez filmes que retratam a solidão humana

31 MAIO, 2016 -

Já dizia Voltaire: “nascemos sozinhos, vivemos sozinhos e morremos sozinhos. Somente através do amor e das amizades é que podemos criar a ilusão, durante um momento, de que não estamos sozinhos”.
Estar sozinho faz parte do ser humano, no fim de contas estamos sempre sozinhos no ‘aconchego’ da nossa voz interior, a consciência.
Decidimos assim trazer-te 10 filmes para te fazerem companhia, estejas tu acompanhado ou não na visualização dos mesmos:
( decidimos ordená-los por datas de lançamento )

Solaris – 1972
Um drama do icónico cineasta russo Andrei Tarkovsky. O filme é uma ficção científica onde uma tripulação de uma nave espacial se vê presa numa tempestade solar. Todos eles parecem estar sozinhos, cada um num universo.

Jeder für sich und Gott gegen alle – 1974
A história deste filme gira em torno de Kaspar Hauser, uma pessoa criada num porão, como se fosse um animal. Mais tarde, quando jovem, é deixado numa cidade e apesar de viver no seu próprio mundo interior Hauser mostra-se inteligente e interage de forma muito particular com as pessoas da cidade.

Taxi Driver – 1976
Um taxista, ex-veterano da guerra do Vietname, vagueia sozinho pelas ruas de Nova York. Travis Bickle, a personagem interpretada por Robert de Niro, observa os acontecimentos da cidade e revolta-se com o que vê à sua volta. A violência, injustiça e prostituição consomem-no psicologicamente.

Trois couleurs : Bleu – 1993
Uma modelo tenta matar-se depois de um trágico acidente que mata o seu marido e filha. No entanto, depois de fracassar, começa a interessar-se pela vida e envolve-se com uma obra de arte inacabada do seu marido, que era um músico conceituado.

Lost in Translation – 2003
Um homem e uma mulher, de partes diferentes do mundo, estão em Tóquio e não conseguem dormir durante a noite. Mais tarde encontram no bar de um hotel de luxo e tornam-se grandes amigos…

The Machinist – 2004
É a história de um operário que não dorme há cerca de um ano e que vê a sua vida a deteriorar-se aos poucos. Este faz de tudo para manter o seu emprego, destruindo mesmo a sua saúde aos poucos. Um filme visualmente chocante.

Wall-E – 2008
Um robô vive isolado e trabalha todos os dias para manter sustentar a Terra, já devastada num futuro pós-apocalíptico. Uma animação cheia de críticas sobre os rumos que a humanidade pode tomar ao não ao preocupar-se com o meio ambiente e ao focar-se compulsivamente no consumismo.

Mary And Max – 2009
Este filme é inspirado numa história real e conta-nos a história de uma jovem menina que troca correspondência com um homem autista que vive isolado Nova York. Mary And Max faz-nos reflectir essencialmente sobre o amor e a amizade.

Gravity – 2013
A palavra claustrofóbico é a melhor definição para este filme. A história desta obra cinematográfica acompanha a missão de uma astronauta no espaço e gira quase toda ela em torno da solidão, tédio, calmaria, desta personagem.

Her – 2013
Este filme conta-nos a história de um escritor solitário que encontrou o “amor da sua vida” num sistema operativo. Na verdade, é uma grande crítica à sociedade actual, onde as pessoas procuram cada vez mais a perfeição e menos vínculos afectivos…

Comentários

Artigos que poderão ser do teu interesse

ARTIGOS RELACIONADOS

O Festival de Cinema de Locarno é conhecido por ter uma programaç

Celebraria, hoje, 80 anos um dos maiores escritores da contracultura americana, célebre por ser o

O filme é realizado pelo norte-americano Ira Sachs, que também fez o argumento c

As produtoras cinematográficas Alambique e Som e Fúria irão estre